segunda-feira, 6 de outubro de 2008

SAUDADE


Encosta a tua cabecinha no meu ombro e chora
E conta logo a tua mágoa toda para mim
Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora,que não vai embora, que não vai embora
Encosta a tua cabecinha no meu ombro e chora
E conta logo a tua mágoa toda para mim
Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora, que não vai embora porque gosta de mim Amor, eu quero o teu carinho, porque eu vivo tão sozinho
Não sei se a saudade fica ou se ela vai embora,se ela vai embora, se ela vai embora
Não sei se a saudade fica ou se ela vai embora, se ela vai embora, porque gosta de mim
Esta foi a última música que minha avó cantou... e esta sem dúvida ficará marcada na mente e coração de todos nós que um dia convivemos com uma pessoa tão alegre, espontânea e amorosa.
Lembraremos do seu doce sorriso
Do seu jeito de deixar-se apaixonar
Uma menina de 89 anos que amava viver e no dia 3/10 nos deixou e foi para junto do Pai eterno.
Vó sentiremos saudades de seus bolinhos de arroz, sua carne de panela, seus pastéis... noites de dominó, e de suas histórias de amor e da pessoa maravilhosa que esteve conosco.
Peço à Deus que conforte nossos corações e lhe dê um lugar de paz.

Arquivo do blog