domingo, 25 de julho de 2010

PROGRAMA ARTE BRASIL


Pra quem gosta de artesanatos como eu deve conhecer vários programas que valem à pena ver e ligar para aquela amiga bacana e indicar, não é mesmo?
Pois hoje venho falar para vocês de um programa super legal e cheio de artes, do jeitinho que a gente gosta.
Lá além de aprender a gente se diverte com a alegria do Rogério.

De segunda a sexta-feira às 16h no Canal Rural.
Canal 35 na Net e 105 na Sky e também na parabólica.


Não deixem de assistir e de ligar para aquela amiga que também gosta de artes como você e eu, ok?

Também postei um vídeo com uma aula da Artesã Eliane Tanelli, com Técnicas de Adesivagem... vocês vão adorar.

Bj

video

SACOLAS


Ganhamos da minha irmã.

Ela comprou na Mega Artesanal, são do chiquérrimo Peter

Paiva.

Além de serem de material resistentes, tem cores super alegres, eu amei.

Esclarecendo


Vocês devem estar notando que no blog tem algumas coisas que não são artesanato.

Resolvi colocar outras coisas porque acho importante colocar aqui tudo o que diz respeito ao nosso universo feminino; artesanato, culinária, dicas de beleza, enfim tudo que gostamos e faz bem.

Dicas de leitura, cinema e teatro também aparecerão por aqui.


Domingo tem que ter sobremesa


Hoje domingão, dia de comer uma sobremesa bem gostosa e que tal, esta ?
É simples e prática.
Em 3hrs de geladeira já poderá saborear.


SORVETE DE GELATINA

1 caixa de gelatina qualquer sabor
1 caixa de creme de leite sem soro
1 caixa de leite condensado

1.Dissolva a gelatina conforme a embalagem e liquidifique tudo junto
2.Coloque em um pote tampado e leve ao freezer até criar consistência, retire e bata na batedeira por 10 minutos, em velocidade máxima
3.Retire ponha no pote novamente e tampe, leve ao freezer novamente tampado e deixe gelar

Niver da Dinda

Dia 6 de julho foi aniversário da minha irmã mais querida, Dinda da Mafê... em alguns dias estarei postando aqui mais alguns trabalhos dela. Aguardem.
Beijos

ARTESANATO: BORDADO EM FITA





































Quem gosta de bordados sempre gosta de incrementar com detalhe em fita... alguns modelos para que seus trabalhos fiquem ainda mais bonitos.
Todo o PAP foi retirado da Revista "Bordado em fita" com Valéria Soares da Ed. Minuano - Ano I - nr. 01
Eu fiz apenas duas toalhas de mão e um jogo de banho com este trabalho, mas garanto FICOU LINDO! O segredo é saber combinar as cores.

BOLSAS A PAIXÃO DA MULHERADA!!!


Falar que mulher adora bolsas não é novidade para ninguém...
E se eu disser que estas da fotografia são da minha filha... também não, não é?
E se eu disser que ela tem somente 3 anos...
O que muda?
Mulheres são apaixonadas por bolsas.
Paixão que cresce juntamente com o mercado e a criatividade dos designers. Mesmo em tempos de consciência ecológica, o público classe A ainda prefere materiais animais, como pele de cobra píton. O designer mineiro Rogério Lima faz questão de trabalhar com peles certificadas pelo Ibama. Em sua linha, uma bolsa de píton pode chegar a R$ 4.600. Produtos de couro de outros animais, como boi, também são duráveis e não caem da moda. Segundo o empresário, que exporta para Japão, Grécia, França, Canadá e Dubai, o mercado brasileiro está em expansão, mas ainda levará tempo para nossa indústria alcançar a tradição francesa, que, para ele, dita moda em acessórios.

Quantas bolsas tem, em média, uma mulher sofisticada?
No mínimo, 20. Às vezes, a consumidora da classe A tem o mesmo modelo com cores diferentes. Mulheres trocam de bolsa como trocam de roupa. A paixão pelo complemento vem aumentando por causa da criatividade dos designers.

Existe tendência?
Bolsas são atemporais e tudo que é necessidade vira moda. A mulher moderna estuda, trabalha, faz academia e tem de estar preparada para o que der e vier. Por isso, precisa de uma peça grande.

A cor da bolsa deve combinar ou destoar do visual?
Deve destoar da roupa. A mulher pode brincar com cores extravagantes, principalmente na primavera e no verão. Como a brasileira adora cor, a bolsa menos vendida é a preta, mesmo nas linhas clássicas, nas quais os destaques são vermelho e nude.

O sapato deve combinar com a bolsa?
Prefiro que não. O tom pode ser neutro no calçado e extravagante na bolsa ou vice-versa. A mulher moderna não tem preocupação de combinar.

Qual é a importância da bolsa no look?
É complemento. A pessoa pode combinar calça mais barata no dia a dia com acessório bacana, de marca, e estará superelegante.

O público classe A tem preferência?
Bolsas com couro de píton (cobra), que são menos acessíveis. Uma de 50 cm x 30 cm custa a partir de R$ 3.500. A mesma bolsa, eu venderia por R$ 1.200 se fosse de boi.

Qual é a dificuldade de trabalhar a pele de cobra?
Não é qualquer empresa que consegue comprar e trabalhar com pele de píton, que é estreita e de largura irregular. É preciso ter cuidado nas emendas. O metro linear chega a R$ 400. Para fazer bolsa, uso três metros. Se fosse de boi, usaria um metro, que custa R$ 60.

Em tempos de escolhas ecologicamente corretas, como o consumidor tem reagido ao uso de couro animal?
Eu só trabalho com peles certificadas pelo Ibama. Na nota de compra da bolsa consta o número do certificado. Clientes classe A têm mais consciência desse processo.

Quais são os materiais mais procurados?
Couros porque são nobres e duradouros. Além do píton, que é importado, geralmente da Malásia, existem outros. O de cabra, que vem do Nordeste, e tem pele macia. O de mestiço (bezerro) é semelhante ao da cabra, porém mais liso. O de boi é o mais versátil.

Por quê?
Por ser grosso, pode ser dividido com laminadora. A parte de cima é mais nobre e a de baixo geralmente é utilizada em materiais de segurança. O couro pode ser estampado com qualquer tipo de desenho, como estilo jacaré ou cobra.

O mercado de bolsas está em crescimento?
Cresceu muito nos últimos três anos. Só não é melhor no Brasil por causa da China, cujas bolsas sintéticas pegam nicho classe C. Elas são vendidas com preços bem abaixo do produto brasileiro.

Falsificação atrapalha o mercado original?
Muito. É uma economia informal que não emprega com carteira assinada, não gera impostos e abre concorrência. Há dois segmentos para esse produto. A pessoa que quer seguir moda, mas não entende ou não tem dinheiro para comprar o original. O outro é o que tem dinheiro, mas dó de gastar.

Como está a demanda pelo produto brasileiro?
Bem aquecida. Prefiro vender internamente do que exportar, porque nosso mercado está crescendo. Minha empresa cresce de 20% a 30% ao ano. O número só não é maior por falta de mão de obra qualificada. O produto brasileiro é autoral e começa a ter visibilidade lá fora.

Quais tipos de bolsa nunca cairão de moda?
As de couro.

Texto Revista Dia a Dia.

HIDRATANTES, CREMES, PERFUMES, AMOOO









Quem é que não gosta de sair do banho com um cheirinho bom?

E passar aquele hidratante que além de deixar a pele lisinha deixa perfumada e saudável?

Eu adoro, e tenho muitoooosss, nem fotografei todos porque acabei esquecendo... mas uso váriosss todos os dias.

Cremes para as mãos com filtro solar também não podem faltar, porque os raios solares prejudicam a nossa pele e podem causar doenças muito sérias.


Os preços não são tão baixos por isso vale à pena pesquisar e optar por um que some: preço, qualidade e benefícios. As vezes também é bom consultar um Dermatologista para saber direitinho seu tipo de pele e que produtos você pode usar.

Arquivo do blog