sábado, 15 de outubro de 2011

Também fui professora

Há quem dia que quem um dia foi nunca deixará de ser!!!



Nos meus 14 anos decidi que estudaria para ser professora, pra falar a verdade acho que com 14 anos ninguém tem maturidade suficiente para decidir por uma profissão ainda mais "educadora", mas já que me foi permitida à escolha, escolhi por ela.
Não foi fácil, confesso que não foi, minha mãe ainda teve que voltar duas vezes na escola e mudar de curso. Mas depois acabei optando pelo Magistério.

Me lembro do 1º dia de aula - sala 13 - do bloco A - Colégio Ayres de Moura - Professora Kohama - aula de Biologia - subimos para a aula e ficamos na porta aguardando a professora; neste momento conheci minha grande amiga - Noemi - que lembrança boa deste tempo; e digo com orgulho - a Noemi é minha amiga; lá conheci muitas outras amigas; e tinha aquelas que já tinham uma idade considerável e nos olhavam com "rabo de olho" como que dissesse: "o que estas menininhas estão fazendo aqui?"

O tempo foi passando e quatro anos foram num piscar de olhos, estágio, avaliações, aulas de metodologias e sonhos sendo formados e planejados. Me formei e no dia do meu aniversário foi minha colação de grau ... no outro ano já estava matriculada no cursos de Pedagogia e lá estavam minhas amigas do magistério: Noemi e Marilú; nos formamos e agora Pedagogas com uma bela missão à trilhar.

A Noemi desde os tempos do magistério lecionava, eu não. Eu era mais cabeça dura e optei por trilhar outras trilhas e trabalhei em diversas áreas além do Magistério, eu achava que de nada adiantava ficar chorando e reclamando por péssimos salários, eu poderia arriscar em outras áreas;

Lecionei, minha primeira experiência foi numa escola de treinamento para menores - e minha primeira turma era composta por 40 alunos de 15 à 17 anos e eu tinha apenas 18 anos ... que responsábilidade! Trabalhei com crianças de pré-escola, ensino fundamental, enfim, posso dizer que minha carreira de magistério foi compensadora, adquiri experiência e muitas e muitas amizades.

Hoje minha homenagem também vai para aquelas que fizeram parte da minha formação: D. Dirce Furtunatto, minha 1a. professora; D. Mirian (me fez algo que poderia ser um trauma para uma criança no 1o.dia de aula, me fez apagar toda lição somente porque não pulei linha e pior meu caderno tinha a primeira folha rasgada e com um X enorme simbolizando um erro); Kohama, Maria Tereza, Antonio Carlos, Benedito, Chain, Fátima, Forfé, e por ai vai ... etc... etc... etc ...

Peço à Deus que abençoe e proteja todos os professores.

Beijos

Arquivo do blog