quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

1. de fevereiro - Nasceu a pessoa que vos escreve

Fico imaginando minha mãe ... há sei lá quantos anos atrás ... ( faz tempo que não conto mais, contava quando tinha 10 e queria completar 15) ...
Voltamos ...
Imagino minha mãe descobrindo que estava grávida ... depois comprando as fraldinhas ... de pano, nem existia descartáveis, que horror !!! Nem sabia se seria menino ou menina, ai decide por branquinho, amarelinho, verdinho ... Meus pais se casaram e depois de 2 anos de enlace eu surjo ... e foi numa época difícil, tinham acabado de comprar um terreno, antigamente compravam terreno, hoje a linguagem é outra ... compraram o terreno e começou a construção ... imagino a situação ... e hoje estamos aqui entre pedras, areia, cimento, blocos, mas é muitoooo diferente daquela época ... hoje as coisas são bem mais fáceis.
Minha mãe levou a gravidez numa boa, tranquila, mas um dia sentiu-se mal, e ai um enfermeiro falou que minha mãe deveria tomar Aspirina, e a mocinha tomou ...
Foi um corre-corre daqueles, meu pai sai correndo e vai até a casa da minha tia (irmã dele) buscá-la para levar minha mãe no hospital ... o detalhe é: minha tinha morava bem distante há uns 10 kms ... então ele foi e deixou minha mãe em casa ... ai meu Deus que Tchonho ... minha mãe lá com dores, e eu na barriga ... pois bem ... voltou com a tia e foram ao hospital que ficava no Bairro da Lapa - a casa da minha tia era na vila Anastácio do ladinhooo da Lapa ... isso era um homem apavorado, pai de 1a. viagem.
Minha mãe acabou indo para a UTI e eu nasci de 8 meses ... linda e linda ... (sei que nasci feinha, mas o que vale é que hoje sou uma gatona, não é???) Fiquei na encubadora por um tempinho para ganhar peso ... MALDITOS PESOS ADQUIRIDOS QUANDO NASCI, HOJE NÃO ME LARGAM !!!
Minha mãe teve alta e eu não ... todos os dias meu pai ia me ver ... oh meu Deus ... eu ficava sozinha no hospital tadinha de mim ...
Mas o tempo passou e fui crescendo e depois veio minha irmã ... minha companheira ... e assim foi o meu nascimento.
Confesso que sou uma pessoa feliz, estudei, não sei até hoje o que gosto de fazer mas um dia quem sabe ... conheci meu marido me casei e até acho que somos bem parecidos, porque tanta gente reclama e eu procuro e nem tenho o que reclamar ... porque a gente acaba se completando em opiniões, idéias e sonhos ... vai ver é aquela música que cantamos tanto em tempos atrás : "A metade da laranja, dois amantes, dois irmãos..." e depois ganhei o presente mais lindoooo do mundo e perfeito em tudo: inteligência, beleza, carinho e em teimosia ... ganhamooos a NOSSA PRINCESA Maria Fernanda, por isso nem ligo mais pra presente ... porque depois que ela nasceu acho que tudo perdeu o brilho diante dela ...
Tenho certeza que toda mãe pensa assim, gente depois que nasce um filho tudo muda ... e o amor recebe o verdadeiro sentido em nossas vidas, é um amor super diferente, um amor que chega doer ... é incrivel ...
Aiai , será que minha mãe sente isso? Ah sente mas tem que dividir por 2; porque ama minha irmã também.
Vai ver foi por isso que minha mãe ligou cedinho ontem pra me falar; PARABÉNS !!! Porque ela estava feliz em ver que aquela bebezinha feinha, enrugada, mirradinha, hoje estava ali já não mais magrelinha, mas completando mais um verão ... e hoje Mâe, esposa, mas sempre, sempre FILHA ...
Sou feliz ... tenho saúde, uma família lindaaaa que amo tanto que nem sei explicar ... ontem meu esposo (chique falar esposo, né?) o meu Rê não esteve comigo comemorando, mas ligou várias vezes durante o dia e quando deu 23h30 ligou e ficou até 24h pra comemorar o final do dia 1o. Meus presentões ... e minhas amigas virtuais que lindas, tantas mensagens ... tantos carinhos ... fiquei feliz muito feliz.
Agradeço aos carinhos de toda minha família e também da família virtual que me acompanha e eu acompanho.
Agradeço à Deus por me fazer assim ... e por me dar tudo que mereço e necessito.

Beijos e obrigada ... e vamo que vamo.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog